Mitos referentes à coluna vertebral

1. A natação é boa opção para o tratamento das doenças da coluna vertebral

Os exercícios são bons para a prevenção da Dor Lombar, porém a natação não é recomendada para qualquer problema da coluna vertebral, pois esta atividade promove rotação da transição lombosacra, podendo agravar lesões do disco intervertebral e dos ligamentos da coluna vertebral. A natação pode ser benéfica para pacientes com deformidades posturais da coluna vertebral, como o dorso curvo postural, principalmente quando associado a exercícios de alongamento.

2.  A hérnia de disco é uma doença grave, de tratamento cirúrgico

Esta afirmação está errada, pois a hérnia de disco é uma doença que raramente causa seqüelas e somente tem indicação cirúrgica emergencial quando causar a Síndrome da cauda eqüina, caracterizada por liberação do esfíncter urinário e/ou retal e anestesia em “sela”, na região do períneo. O fragmento discal que causa os sintomas geralmente é reabsorvido em 04 a 05 meses. Portanto observa-se que o tratamento clínico , medicamentoso e fisioterápico é eficaz em 98% dos pacientes sintomáticos. O médico não deve tratar os exames, como a Ressonância Nuclear Magnética, mas correlacionar os achados diagnósticos com o quadro clínico, pois não é pouco freqüente a dissociação entre os sintomas do paciente os resultados dos exames por imagem.

3.  Dormir no chão é bom para a Dor nas Costas

Esta afirmação é completamente equivocada, sendo que esta medida poderá agravar as dores. Durante a crise de dor nas costas o repouso pode ser realizado no próprio colchão, podendo o paciente deitar de lado, com as pernas encolhidas e com um travesseiro entre as pernas. A rigidez do chão ou de um colchão duro poderá acentuar a contratura muscular do paciente.

4.  O paciente com Dor nas Costas deve permanecer deitado na cama, em repouso, por longos períodos

O repouso absoluto não é indicado. Os pacientes com dor nas costas devem ficar em repouso relativo por 02 a 04 dias, sendo estimulados a retornar progressivamente à suas atividades diárias, com a evolução do tratamento.

5. A Osteoporose causa Dor nas Costas

A Osteoporose só causa dores nas costas nas fases avançadas, quando ocorrem Microfraturas das vértebras. Porém nas fases iniciais da osteoporose o paciente não sente dor,e este fato faz com que a doença se agrave sem que os pacientes percebam caso não sejam submetidos a medidas preventivas afim de evitar a perda de massa óssea.Logo, as mulheres especialmente as pós-menopausadas devem realizar acompanhamento clínico com seu médico, realizando exames periódicos para a sua prevenção (densitometria óssea, entre outros).

6. Todos os pacientes com dor nas costas devem fazer radiografias da coluna vertebral

O aspecto mais importante do atendimento dos pacientes com dor nas costas é a realização de uma anamnese e o exame físico geral e do aparelho locomotor. As radiografias auxiliam no diagnóstico de lesões ósseas, porém não devem ser solicitadas de rotina durante uma consulta inicial de um paciente com dor nas costas, principalmente se o paciente tiver menos de 40 anos de idade.

7.  A dor nas costas das crianças geralmente são dores de crescimento

Esta afirmação está completamente errada, pois ninguém precisa ter dor para crescer. A dor nas costas nas crianças deve ser abordada cuidadosamente, pois as dores musculares são mais freqüentes em adultos, durante sua fase produtiva. As crianças podem ter dores musculares relacionadas a excesso de atividade esportiva e por carregar muito peso nas mochilas, porém é importante o diagnóstico diferencial de tumores e processos infecciosos.

8. Os coletes devem ser utilizados para melhorar a postura

Os coletes utilizados para o tratamento das doenças da coluna vertebral são órteses utilizadas basicamente para prevenir a evolução das deformidades, tendo indicação específica para algumas doenças da coluna vertebral, não devendo ser utilizados de rotina, sem orientação médica.

9. Massagens nas costas são úteis para “colocar a Coluna Vertebral no lugar”
A manipulação da coluna vertebral não deve ser realizada de rotina e muito menos por pessoas inabilitadas. As massagens nas costas podem provocar alívio transitório das dores, devido ao estímulo manual, que pode provocar a liberação de substâncias analgésicas (endorfinas), causando relaxamento muscular. Porém as massagens não resolvem de forma definitiva os problemas da coluna vertebral, podendo inclusive agrava-los.